Seja bem vindo
Cascavel,18/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Canal Meio

Rio Grande do Sul vai construir quatro cidades provisórias


Rio Grande do Sul vai construir quatro cidades provisórias

Para acolher as vítimas das enchentes, o governo do Rio Grande do Sul pretende construir quatro cidades provisórias. O vice-governador Gabriel Souza (MDB) afirmou ontem que os locais estudados estão em Porto Alegre, Guaíba, Canoas e São Leopoldo. “Teremos espaço para crianças e pets. Lavanderia coletiva. Cozinha comunitária. Dormitórios e banheiros. Isso nesse período em que as pessoas necessitarão desse apoio”, afirmou. Ainda hoje, segundo Souza, a descrição das estruturas deve ser apresentada para avançar nas contratações. “É como se fosse uma estrutura de eventos com qualificação para albergar pessoas.” O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), estima em 15 mil os desabrigados na cidade. No estado, são 80 mil. O objetivo é poder alocar 65% das pessoas que estão sem moradia nessas provisórias. A iniciativa vai ter o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM), ligada à ONU, que tem escritório em Porto Alegre. Ao menos 303 mil imóveis residenciais e 801 estabelecimentos de saúde em 123 cidades foram atingidos pela cheia, indicam dados do IBGE e da UFRGS. (Folha e Zero Hora)

O número de desalojados no estado passou ontem dos 540 mil, segundo levantamento da Defesa Civil. O total de pessoas que tiveram de deixar suas casas em razão das chuvas supera o de habitantes de 5.532 cidades brasileiras, de acordo com dados do Censo Demográfico 2022, do IBGE. Apenas 38 dos 5.570 municípios do país têm mais moradores do que o total de pessoas que saíram de casa por conta da tragédia. (Terra)

O estado vai começar a ajudar financeiramente as vítimas. O programa Volta por Cima, que existe desde as enchentes de 2023, paga R$ 2,5 mil por família desabrigada, enquanto o SOS Enchentes destina R$ 2 mil ao mesmo público, com recursos das doações via PIX. Os pagamentos começam hoje e devem alcançar 40 mil famílias. Já o auxílio de R$ 5,1 mil prometido pelo governo federal ainda não tem data de repasse. (CNN Brasil)

Pela primeira vez desde segunda-feira, o nível do Guaíba em Porto Alegre ficou abaixo de 5m, chegando a 4,86m na tarde de ontem, mas ainda acima da cota de inundação, de 3m. Conforme a água baixa, sujeira e animais, como ratos, baratas e peixes mortos, estão emergindo. O aeroporto Salgado Filho e a estação rodoviária seguem inundados. (GZH e g1)

Com a interdição do aeroporto e de estradas, a Serra Gaúcha, que não foi diretamente afetada pela enchente, prepara-se para uma temporada ruim no turismo. “Acreditamos que os prejuízos devem chegar perto de R$ 550 milhões até julho, caso o aeroporto Salgado Filho não volte a operar”, diz Cláudio Souza, presidente do Sindicato do Turismo da Serra Gaúcha. (Globo)

No sul do estado, a preocupação é com o aumento do volume da Lagoa dos Patos, que subiu 30 centímetros em 48 horas, a 2,80m, mesma marca das cheias históricas de 1941. (UOL)

Meio em vídeo. A rede de mentiras que se formou não atinge apenas o presidente, o governador, a imprensa, mas os gaúchos que estão na linha de frente da desgraça. Confira a opinião de Mariliz Pereira Jorge no De Tédio a Gente Não Morre. (YouTube)

Em menos de 24 horas, a crônica esportiva perdeu três gigantes. Depois de Washington Rodrigues, morreram ontem o jornalista Antero Greco, aos 69 anos, de um tumor cerebral, e o narrador Silvio Luiz, aos 89, de falência múltipla dos órgãos.

Dono de bordões inesquecíveis (“Olho no lance!”) e uma irreverência marcante, Silvio Luiz Peres Machado de Souza começou no jornalismo esportivo com reportagens de campo, mas seu carisma e a capacidade de comunicação o levaram rapidamente às cabines de transmissão. Foi responsável pela narração de alguns dos maiores feitos esportivos brasileiros, incluindo dois títulos mundiais de futebol. Apesar de ter a imagem atrelada sobretudo à Band e à RedeTV!, passou também por SBT e TV Record. (ge)

Uma das figuras mais conhecidas do jornalismo esportivo, Antero Greco marcou época ao lado de Paulo Soares, o Amigão, no programa SportsCenter, da ESPN, aonde chegou em 1994, ainda como TVA Esportes. A dupla ficou conhecida pela descontração, profissionalismo e harmonia. Já no Estadão, onde atuou como repórter, editor e colunista, foram 44 anos, encerrados em 2018. Editor que entendia profundamente o assunto de seu ofício, era um colega generoso, sagaz, um jornalista verdadeiramente inteligente. Antero descobriu a doença em 2022 após passar mal ao vivo. (Estadão)

O Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027. A decisão foi no Congresso da Fifa, em Bangkok, na Tailândia. Superando a candidatura formada por Holanda, Alemanha e Bélgica por 119 votos a 78, o país se torna o primeiro da América do Sul a receber o torneio, em sua décima edição. Com a escolha, a seleção brasileira está automaticamente classificada. Dez dias atrás, a Fifa já havia divulgado uma avaliação favorável à candidatura brasileira. Entre os fatores apontados como positivos estavam os estádios, a rede de hospedagem e os locais oferecidos para a Fifa organizar o Fan Festival. O endosso do governo brasileiro também foi decisivo. A partida de abertura deve ser no dia 24 de junho e a final em 25 de julho, ambas no Maracanã. (ge)

separador

Política

Em um sinal de distensão nas relações entre Executivo e Legislativo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou ontem que chegou a um acordo com o governo para manter neste ano a contribuição previdenciária de municípios pequenos com a alíquota atual de 8%. A reoneração gradual, a partir de 2025, será discutida posteriormente, assim como no caso da folha de pagamento de 17 setores da economia. Já o ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal, decidiu que o Congresso tem cinco dias para se manifestar sobre o pedido da Advocacia-Geral da União para que se suspenda, por 60 dias, a liminar que determinava o fim da desoneração da folha. A ideia é que o Congresso possa votar nesse prazo o projeto de lei apresentado pelo senador Efraim Filho (União Brasil-PB). (Poder360)

E como parte dos acordos fechados na semana passada para evitar a derrubada de vetos presidenciais, o governo federal autorizou na quarta-feira o maior pagamento de emendas parlamentares do ano: R$ 7,5 bilhões. Os valores serão destinados a ações de 25 ministérios, com destaque para Saúde e Desenvolvimento Social e Combate à Fome. O governo também antecipou parte das chamadas emendas Pix, transferidas diretamente para os municípios, destinando R$ 480 milhões para o Rio Grande do Sul a partir de junho. (Folha)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes determinou que o coronel Marcelo Câmara, ex-assessor de Jair Bolsonaro, deixasse a prisão na noite de quinta-feira. Câmara segue com medidas restritivas, como o uso de tornozeleira eletrônica, a proibição de deixar Brasília e de manter contato com os demais investigados do caso, além da obrigação de se apresentar ao Juízo da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal semanalmente. Preso desde 8 de fevereiro, Câmara é um dos investigados da operação Tempus Veritatis, que apura a tentativa de golpe de Estado durante o governo Bolsonaro e de invalidar o resultado das eleições de 2022. (g1)

O Tribunal Superior Eleitoral iniciou ontem a análise dos recursos impetrados por PL e PT contra a absolvição do senador Sergio Moro (União Brasil-PR) por abuso de poder econômico, uso indevido dos meios de comunicação e caixa dois nas eleições de 2022. Após a leitura do relatório, os trabalhos foram suspensos. O julgamento será retomado na terça-feira. (CNN Brasil)

Enquanto isso... O ministro André Mendonça, do STF, foi eleito ontem para integrar o TSE. A partir de junho, ele ocupará a vaga que será aberta com a saída de Alexandre de Moraes. Ele prometeu “atuar com absoluta imparcialidade e deferência ao tribunal, à legislação e à Constituição”. Também elogiou a gestão de Moraes, iniciada em agosto de 2018, em meio a “turbulências”. (Globo)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, criticou o dono da rede social X, Elon Musk, e o associou ao que chamou de movimento internacional “destrutivo” para desestabilizar democracias. “Há claramente uma articulação de extrema direita no mundo. (Musk) pode ser parte disso”, afirmou em entrevista ao Financial Times. “Estamos lutando contra poderosos inimigos da democracia”, disse. No mês passado, o bilionário fez duras críticas ao Judiciário brasileiro e ameaçou reativar perfis apagados por decisão judicial. “E algumas pessoas invocam a liberdade de expressão quando, na verdade, defendem um modelo de negócio baseado no engajamento e, infelizmente, no ódio, no sensacionalismo, em teorias da conspiração.” (BBC Brasil)

Brincando com a Petrobras

Tony de Marco

É muito cansativo acompanhar tudo que acontece em um dia pelas redes sociais, o meio onde a maioria das pessoas se informa atualmente. Por isso criamos este outro Meio. Notícias selecionadas, informação checada e organizada. Uma maneira mais racional e saudável de consumir notícias. Apoie essa iniciativa assinando o Meio Premium.

separador

Cultura

A Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) anunciou a data de sua 22ª edição. O evento, que contará com uma programação voltada para cultura, arte, educação e debates, acontecerá entre os próximos dias 9 e 13 de outubro, coincidindo com a semana do “saco cheio” adotada por instituições de ensino, para maior participação de professores e estudantes. Após duas edições em novembro por conta da pandemia, a ideia é facilitar a transição para que a Flip volte a julho a partir de 2025. A curadora desta edição será Ana Lima Cecilio, que atua há mais de 20 anos no mercado editorial. (Estadão)

O Instituto Moreira Salles em São Paulo apresenta, a partir de amanhã, a exposição Koudelka: Ciganos, Praga 1968, Exílios. São quase 200 obras do fotógrafo tcheco Josef Koudelka. Com curadoria do próprio artista e organização de Samuel Titan Jr. e Miguel Del Castillo, a mostra traz as 111 fotografias da série Ciganos, a primeira que dedicou ao tema, e outras 74 de Exílios, produzidas a partir de 1970, quando saiu da antiga Tchecoslováquia por questões políticas. Também há 11 fotos da invasão da capital pelas tropas do Pacto de Varsóvia, em 1968, interrompendo a Primavera de Praga. Koudelka estará na abertura da exposição para um debate com a jornalista Dorrit Harazim. O evento é gratuito e as senhas serão distribuídas uma hora antes, às 10h. (Meio)

Um documentário sobre a icônica canção My Way (Spotify), interpretada por Frank Sinatra, ganhou seu primeiro teaser com um elenco repleto de estrelas, incluindo o próprio cantor, Ben Harper, Paul Anka, David Bowie e Sparks, com narração de Jane Fonda. O filme homônimo estreou ontem no Festival de Cannes. Dirigido por Thierry Teston em colaboração com Lisa Azuelos, a produção mostra o impacto que a música teve sobre diferentes gerações e culturas, utilizando imagens raras de arquivo. (Variety)

separador

Cotidiano Digital

A União Europeia abriu ontem uma investigação contra a Meta. A Comissão Europeia vai apurar se Facebook e Instagram violaram as regras da Lei de Serviços Digitais (DSA) da UE, observando se a interface de usuário e os algoritmos das plataformas podem causar “vícios comportamentais em crianças”. O bloco também avaliará se a companhia está fazendo o suficiente para impedir o acesso de menores a conteúdos impróprios e se os sistemas de recomendação e as configurações de privacidade padrão fornecem segurança e proteção suficientes para menores. (The Verge)

A Apple revelou os novos recursos de acessibilidade que chegarão este ano em seus smartphones e tablets. A ferramenta Eye Tracking vai possibilitar o uso da câmera frontal para navegar por aplicativos e menus utilizando os movimentos oculares. O Music Haptics reproduzirá toques, texturas e vibrações refinadas durante a reprodução de músicas no iPhone para que pessoas com algum grau de deficiência auditiva possam “sentir” milhões de faixas compatíveis com a tecnologia no Apple Music. As novidades também chegam à assistente virtual Siri, que poderá compreender falas atípicas para atender pessoas com paralisia cerebral e outras condições. (Tecmundo)

Meio em vídeo. Parem as máquinas (de novo)! Em seu evento anual, a Google traz diversas novidades, com foco especial em IA. De formas de impedir roubo de celular e detectar fishing, a atualizações na busca, melhorias no Google Fotos e muito mais. Confira no Pedro+Cora. (YouTube)

O WhatsApp liberou ontem o recurso de desfazer a ação “apagar para mim” em conversas no aplicativo. Após deletar uma mensagem para si mesmo, o usuário terá cinco segundos para clicar no botão “Desfazer” que aparecerá na tela. A atualização está disponível nas versões para Android, iOS e PC. (Estadão)



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.