Seja bem vindo
Cascavel,23/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Dia do Hospital celebra serviços prestados pelas unidades de saúde

Instituições têm se voltado para a promoção da saúde, prevenção e humanização do atendimento


Dia do Hospital celebra serviços prestados pelas unidades de saúde Assessoria

O papel dos hospitais na sociedade é tão significativo que existe uma data para celebrar a criação das instituições no Brasil. O dia 02 de julho é dedicado a relembrar a relevância das estruturas e os profissionais que nelas atuam.

Pesquisas apontam que, mesmo antes de Cristo, a essência dos hospitais sempre foi ser um espaço de cura, porém com o avanço tecnológico e as transformações que o mundo e a sociedade vêm sofrendo ao longo dos séculos, as instituições também têm repensado sua função. “Historicamente, o cuidado com a saúde sempre foi baseado na cura das doenças. Porém, nas últimas décadas o cuidado com a saúde vem mudando sua perspectiva, sendo cada vez mais voltado à promoção da saúde, isto é, tentar prevenir doenças na população ou tratá-las nas fases iniciais. Neste contexto, os hospitais continuam sendo o local a ser procurado quando temos algum agravo na nossa saúde, mas muitos já investem parte de sua estrutura para promoção da saúde. O Policlínica Hospital de Cascavel é um exemplo. Continuamos com nosso atendimento de urgência e emergência 24h bastante conhecido na região, porém também dispomos de atendimento ambulatorial eletivo em diversas especialidade médicas para acompanhamento preventivo dos pacientes, inclusive com projeto de ampliação do espaço de atendimento ambulatorial”, explica o médico intensivista e diretor técnico do Policlínica Hospital de Cascavel, Ricardo Silveira Yamaguchi.

Humanização e educação 

Voltando-se para a experiência do paciente, as instituições têm buscado também humanizar o atendimento. “Quando a internação é necessária, o Policlínica tenta reduzir o impacto do peso da internação com enfermarias pequenas, com estruturas modernas, bem iluminadas e confortáveis, além de cozinha própria para promover uma alimentação diferenciada, levando o paciente a uma jornada mais agradável. Nos doentes mais graves é permitido acompanhante durante a internação em UTI, visando a humanização do atendimento”, afirma. 

A mesma busca tem se estendido ao momento em que uma nova vida chega. “O parto é um momento mágico para os pais e familiares e o hospital se preocupa muito em manter essa magia. Além de facilitarmos o acesso à informações importantes, por meio do Projeto Nascendo Juntos, em que as gestantes e seus companheiros são convidados a uma série de palestras sobre os principais temas relacionados à gestação, parto e puerpério, possuímos estrutura que permite a humanização do parto. Temos quartos preparados para realização de partos normais e humanizados e equipe treinada para condução dos mesmos. No parto cesárea temos esse cuidado, permitindo que o pai acompanhe o nascimento do bebê e também o contato precoce do bebê com a mãe, bem como promovendo o aleitamento materno”, ressalta. 

O médico reforça que além das informações essenciais para pais de primeira viagem, durante o Programa Nascendo Juntos é possível conhecer a estrutura do hospital, tirar qualquer tipo de dúvida e desmistificar os fantasmas criados sobre o ambiente hospitalar, garantindo que no momento da internação o casal saiba exatamente o que encontrará, reduzindo a ansiedade e minimizando o impacto da internação.

Tecnologia e busca pela excelência

O avanço tecnológico tem sido um aliado indispensável para a melhoria do atendimento prestado. “A tecnologia é uma ferramenta muito importante dentro dos hospitais e afeta diretamente a qualidade do serviço prestado. Um exemplo é a utilização do prontuário eletrônico, que garante segurança no atendimento, com controle da prescrição de medicamentos, reduzindo erros de medicação, além da análise de sinais vitais e acompanhamento de toda evolução do estado de saúde dos pacientes. Outra tecnologia implantada, que gerou um ganho significativo para os profissionais e pacientes, é o ‘Command Center’. Trata-se de uma ferramenta que mostra em tempo real alguns processos de atendimento do hospital, como por exemplo, as filas dos pacientes no pronto atendimento e os tempos de cada fase do atendimento nesse setor. Essa tecnologia permitiu minimizar o impacto da superlotação que ocorreu no pronto atendimento na epidemia de dengue deste ano, no qual o número de atendimentos dobrou em relação ao habitual, excedendo nossa capacidade. Com o acompanhamento em tempo real, foi possível otimizar o número de funcionários nos horários com maior procura”, garante. 

Por fim, este conjunto de melhorias e focos de atenção dos hospitais têm guiado a busca por atendimentos cada vez mais seguros e precisos. “A busca pelo atendimento de excelência é um dos focos da diretoria do Policlínica Hospital. Com a acreditação ONA nível 2, buscamos o nível máximo ONA 3, e participamos do Programa Segurança em Alta, da Unimed. As acreditações são avaliações que evidenciam a segurança e a qualidade do atendimento de todos os setores do hospital e estimulam a melhoria contínua do nível de serviço prestado. Essa preocupação é muito importante pois mostra a maturidade de todas as equipes do hospital, desde a recepção, passando pelos setores de apoio e assistenciais, com objetivo de garantir que a jornada de todos os pacientes que buscam atendimento seja segura, promovendo também a busca por resultados cada vez melhores ligados à qualidade e segurança do atendimento”, completa.

Assessoria




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.