Seja bem vindo
Cascavel,21/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Paciente que realizou o sonho de voar de avião toca primeiro sino da cura

Luís teve a felicidade de concluir a fase, considerada por muitos, a mais difícil do tratamento


Paciente que realizou o sonho de voar de avião toca primeiro sino da cura Foto: reprodução / assessoria

Meses se passaram desde que o pequeno Luís Cezar Portes, agora com seis anos, realizou o sonho de voar de avião. Mais uma conquista chegou para esse menino sonhador: tocar o primeiro sino da cura.

Na manhã desta sexta-feira (09), Luís teve a felicidade de concluir a fase, considerada por muitos, a mais difícil do tratamento. Com muita emoção, a avó do menino, Isabel da Silva Portes, contou como foi chegar até aqui: “depois de um filme de terror, que a gente não sabia o que ele tinha e até descobrir, hoje é uma realização de um sonho, com muita fé conseguimos essa conquista. Deus é maravilhoso, não podemos perder a fé e a esperança, agradeço as enfermeiras e os médicos que Deus colocou em nosso caminho. Hoje ele está tocando o primeiro sino, mas tenho certeza que daqui cinco anos, ele vai tocar de novo, sem nenhuma doença”.

Para quem ainda não tem conhecimento, o Hospital do Câncer Uopeccan tem um “ritual” chamado Sino da Cura, no qual os pacientes podem tocar em dois momentos, quando encerram os ciclos de quimioterapia/radioterapia e o mais aguardando, o sino de cinco anos de remissão do câncer, quando a pessoa se cura, totalmente, do câncer.

Em meio a emoção do toque do sino, a dona Isabel deixou uma mensagem as mães e demais familiares que ainda estão passando pelas primeiras etapas de tratamento do câncer, “para as mães que ainda estão nesse processo que sempre perseverem, tenham esperança e sigam o tratamento certinho. Cuidar sempre com a imunidade. Não podemos perder a fé no primeiro degrau, tem que seguir firme”.

Relembre a história do Luís

Luís chegou a Uopeccan em fevereiro de 2023 e desde então, faz o tratamento de um nefroblastoma (tumor renal). Na época, a história chegou aos diretores do hospital após a equipe de enfermagem do setor de quimioterapia, ficar sabendo que ele juntava moedas em seu cofrinho para que um dia, conseguisse fazer o tão sonhado voo.

Então, a Uopeccan iniciou a busca por um parceiro que pudesse ajudar na causa e foi aí que a empresa aérea SyncJet, com muito carinho, aceitou o convite. Foi aí que no dia 2 de agosto o sonho se realizou e o Luís fez o trajeto de ida e volta entre Francisco Beltrão e Cascavel, totalizando quase uma hora de voo.

“Até hoje ele comenta sobre o avião, ele fala que quer pagar um avião para todos nós, porque tem os avós maternos e paternos, os pais e tenho certeza que ele vai conseguir e a gente vai estar de joelho dobrado sempre”, lembrou a avó.

Assessoria 

 






MAIS FOTOS



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.